Expansão do sacarrabos Herpestes ichneumon (Linnaeus, 1758) em Portugal

Tânia Barros, Carlos Fonseca

Resumen


Resumo

Em Portugal, o sacarrabos Herpestes ichneumon (Linnaeus, 1758) é uma espécie de caça menor e encontrase inserido na listagem de espécies cinegéticas das Leis de Caça mais recentes. No século XX, o sacarrabos distribuía-se por todo o Sul de Portugal. No início dos anos 90 este carnívoro expandiu-se para além do Rio Tejo, em direcção ao Norte do país e, recentemente, foram registadas observações frequentes da espécie em zonas do Centro e Norte. No entanto, existe uma escassez de informação relativa ao seu estatuto, distribuição e bio-ecologia no território português. Uma vez que se verifica uma escassez de informação relativa ao seu estatuto, distribuição, bio-ecologia no território português e, também, tendo em conta a rápida expansão deste carnívoro na última década, os objectivos deste estudo foram avaliar a distribuição recente e o estatuto do sacarrabos em Portugal, analisar a existência de diferenças consideráveis em relação à sua distribuição passada, a sua evolução ao longo do tempo e apontar possíveis factores que poderão estar na base desta distribuição actual. As metodologias utilizadas foram inquéritos, registo de avistamentos da espécie e informações de animais provenientes de colecções de museus. Concluiu-se que o sacarrabos ocupa mais de metade da totalidade do território português, tendo-se expandido rapidamente de Sul para Norte. A evolução da sua distribuição é notória, principalmente na última década de colonização. Esta situação pode estar relacionada com inúmeros factores, como as recentes modificações de habitat e usos do solo, a ausência de predadores e a grande adaptabilidade trófica e ecológica desta espécie.

Palavras-chave: cinegética, distribuição, Herpestidae, sacarrabos Península Ibérica, Portugal.

Abstract
Much recent research has focused on understanding the environmental factors that limit the distribution and abundance of species. Mongoose populations have expanded dramatically in recent decades. In Portugal, during the XXth century, this species was only distributed in the south. However, in the early 1990s, this carnivore started to expand northwards across the Tagus River and recent observations have recorded this species in central and northern Portugal. However, there is a lack of information about its status, distribution and bio-ecology in Portugal and in the new expansion areas. Based on questionnaires, species observations and information from museum collections, we evaluated the recent distribution and status of the Egyptian mongoose in Portugal. Differences between its recent and historical distribution, its evolution through time and possible factors that might affect its distribution were also analysed. Our results show that this species occupies more than half of Portugal and rapidly colonized the north from the south. The evolution of this distribution is well-known, particularly in the last decade of its colonization. This situation can be associated with several factors, such as recent habitat modifications and land-use change, the absence of predators and the ecological plasticity of the Egyptian mongoose.


Keywords: Game species, distribution, Egyptian mongoose, Herpestes, Iberian Peninsula, Portugal.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7325/6

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.